Ministério da Cultura Brasil
quinta-feira, 20 de janeiro de 2011 RSS Cultura em Movimento Fale com o Ministério
« Voltar Imprimir

A capital também da cultura popular

Correio Braziliense, caderno Diversão e Arte, em 08/09/2010

Durante quatro dias, Brasília vai sediar evento com manifestações artísticas locais e também de várias regiões do país num verdadeiro caldeirão cultural

Mais do que nunca, Brasília quer provar que além de ser a sede do poder do país, é uma cidade com vocação cultural. Capital de todos os brasileiros, onde todas as diversidades artísticas se encontram. Isso estará em evidência de hoje a domingo com a realização do 6º Festival Brasília de Cultura Popular, realizado na FUNARTE pelo grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro. Em sua sexta edição, o evento traz oficinas, troca de saberes, feira cultural, apresentações de grupos tradicionais e um foco na história do mito do calango voador(1), manifestação típica brasiliense criada pelos organizadores do festival.

“Desde que essa festa surgiu, ela comemora o calango. No entanto, neste ano estamos dando uma ênfase maior a ele. Representa uma valorização das tradições da cidade, um olhar sobre a gente mesmo, nossa cultura, o cerrado. Não deixa de ser uma consolidação do festival”, destaca o curador do evento e um dos criadores do Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, Tico Magalhães.

Ele acrescenta que em todas edições, o espetáculo da chegada do calango é o momento de maior emoção do festival e que, para 2010, um bonequeiro do sul do país, Nazareno, está confeccionando um calango bem especial que chegará voando. “E a cada ano, as pessoas esperam com mais ansiedade. Ficam emocionadas mesmo. Esse interesse crescente mostra como o mito do calango voador vem realmente fazendo parte da cidade”, acredita.

O mito vai estar presente não só na sempre aguardada chegada mas em outros momentos do festival como nas chamadas TendÊres. São tendas com atrações culturais voltadas para a criançada. Tico conta que ao longo dos festivais, tem percebido um aumento do interesse por parte das famílias e das crianças, e que toda a programação das TendÊres vai focar nesse público com atividades com contadores de histórias, desenhos e muitas brincadeiras. “Vamos trazer dois grupos com uma programação bem direcionada como a Família Vagamundi, da Bahia, que desenvolve um trabalho voltado para o circo e o Pé de Jasmim, do Ceará, de cultura popular. E claro, sem esquecer da referência do mito do calango para que as crianças tenham um maior contato com essa manifestação”, frisa.

Oficinas e atrações

Entre os destaques da programação estão as oficinas de Cavalo Marinho Boi Pintado (PE), Caboclinho 7 Flexas (PE), uma das manifestações culturais mais tradicionais de Recife, além do Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro (DF) que serão ministradas de hoje a sexta, na sede da Funarte, atrás da Torre de TV. As oficinas são gratuitas e têm vagas limitadas. Solicite sua ficha de inscrição pelo e-mail: brasiliabrincante@gmail.com ou pelo telefone 3522-8884.

Na sexta, também está programada uma roda de conversa sobre Política Cultural com representantes da Secretaria de Cultura do DF, Ministério da Cultura, além dos participantes do festival. O encontro acontece às 16h, na sede do grupo Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro, na 813 Sul. E no fim de semana acontecem os shows de brincantes de Brasília e de outros estados como o Boi de Seu Teodoro, o Jongo da Serrinha (RJ) e o Terno Quente (PE), que terá a participação de convidados especiais como Alessandra Leão e os integrantes do Mestre Ambrósio, Sérgio Cassiano, Maurício Alves e Helder Vasconcelos. Toda a programação do festival é gratuita.

1 – Terra grávida

Numa singular brincadeira, Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro une o terreiro e o picadeiro e cria uma manifestação própria da cidade de Brasília. Tudo isso para contar o mito do Calango Voador, filho do Sol e da Terra. A terra deu à luz no Planalto Central, no Reino da Mata, e seu rebento é logo transformado em um calango, para que assim fosse difícil de ser encontrado. No cerrado e dessa maneira, nasce o filho do Sol e da Terra. O mar só ficou sabendo que a Terra ficou grávida do Sol quando a Lua contou, assim que o calango nasceu.

6º FESTIVAL BRASÍLIA DE CULTURA POPULAR

De hoje a 12 de setembro, nos gramados da Funarte (SDC, atrás da Torre de TV). Dias 8, 9 e 10 – Oficinas de Dança e Percussão, das 9h às 12h e das 19h às 22h; e dias 11 e 12, mostra de artesananto, apresentações culturais e TendErê a partir das 16h. Entrada franca. Informações: 3522-8884.

Confira a programação das oficinas.

A PROGRAMAção
Sábado – 11 de setembro
15h – TendErê: Família Vagamundi (BA)
17h – Mamulengo Presepada (DF)
18h – Boi do Seu Teodoro (DF)
19h – Caboclinho 7 Flexas (PE)
20h – Pé de Cerrado (DF)
21h -Redandá (SP)
22h – Chegada do Calango
23h – Alafin Oyó (PE)
0h – Terno Quente (PE) e convidados Alessandra Leão e Rodrigo Caçapa Sérgio Cassiano, Maurício Alves, Helder Vasconcelos (Mestre Ambrósio)
Domingo – 12 de setembro
15h – TendErê: Família Vagamundi (BA) e Pé de Jasmim (CE)
16h – Cia. Fluxo (DF)
17h – Cacuriá Filha Herdeira (DF)
18h – Renata Rosa (PE)
19h – Jongo da Serrinha (RJ)
20h – Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro (DF)

Compartilhe:
  • Digg
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • MySpace
  • TwitThis
  • email
  • LinkedIn

Participação do Leitor

max. 1000 caracteres