Ministério da Cultura Brasil

Após 15 anos, Grupo Harém de Teatro, do Piauí, volta a se apresentar no Rio

O grupo Harém de Teatro, do Piauí, apresentou na noite de terça-feira, 14 de dezembro, na sala Sidney Miller, a peça “Raimunda Pinto, sim senhor!”. O espetáculo faz parte da etapa carioca do Circuito Interações estéticas, a última de 2010, após 15 anos desde a última apresentação no Rio, no teatro Cacilda Becker. Com oito atores e dois músicos, o grupo mostra a trajetória de Raimunda Pinto, uma mulher cearense ‘jovem, feia, pobre e que tem lábio leporino`.

A história criada por Chico Pereira se passa em 1942, durante a segunda guerra mundial, e narra a vida de Raimunda, que sonha em fazer uma plástica para consertar seu lábio e fazer um curso de enfermagem. Raimunda, no entanto, consegue muito mais do que isso, mas não fica feliz. “A trama mostra a força e determinação do povo cearense, que sempre acaba querendo voltar para sua terra natal e investir o que ganhou”, afirma o ator Francisco Pellé, que desde a estreia, em 1992, em Teresina, vive Raimunda, a personagem principal. “Encenamos pela primeira vez essa peça há 18 anos, ela é um dos nossos destaques. O grupo existe há 25 anos, estou nele desde o começo, e no palco estão praticamente todos os atores do elenco inicial”, conta.

O grupo Harém faz parte do Pontão de Interações Estéticas Harém, de Teresina, que recebe como residentes alguns artistas contemplados pelo prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura. “Estamos muito contentes de fazer parte do Circuito Interações estéticas, que faz artistas e projetos de grande envergadura e de diferentes níveis estéticos interagirem. É uma grande oportunidade para trocar experiência com outros artistas. Gostaríamos muito de ver o circuito indo para outras capitais fora do eixo principal. Esperamos que isso aconteça no ano que vem”, afirmou Pellé.


Ministério da Cultura
Secretaria de Cidadania Cultural (SCC)
SCRS 502 Sul, Lotes 8 a 12, Bloco B,
Brasília-DF CEP: 70330-520